Blog

Vinho para iniciantes: 7 passos para começar muito bem


Vinho para iniciantes: 7 passos para começar muito bem

Seja o vinho para iniciantes, seja para quem já é expert no assunto, a arte de bebê-lo deve ser acompanhada de muito prazer. Nós costumamos valorizar a liberdade e deixar para lá toda aquela ostentação em torno da bebida.

Ainda assim, existem alguns caminhos que costumamos seguir quando estamos nos aventurando pela primeira vez no universo dos vinhos. Quer saber quais são eles?

Continue a leitura e conheça 7 dicas para começar a sua jornada de degustação!

1. Sinta prazer em descobrir esse universo

Em primeiro lugar, recomendamos que você aproveite a viagem rumo ao universo dos vinhos com a mente mais aberta possível.

Isso significa que precisa estar disposto a experimentar, gostar e até mesmo não gostar do que está prestes a descobrir. Sem medo, sem pressão. Apenas deixe-se levar pelas descobertas.


Você prefere vinhos mais doces? Não tem problema. Essa é uma característica muito comum do paladar brasileiro.

Da mesma forma, não se preocupe se sentir que não tem “elegância” o suficiente para beber vinho. Os tempos são outros e toda aquela pompa de quem acha que tem mais conhecimento não combina mais com a bebida.

Não é o teor de açúcar que vai tornar a sua experiência menos importante. Tudo é uma questão de educar seu paladar.

2. Comece com os vinhos de que você gosta

Mesmo que seja um vinho suave, não há por que ter preconceito. Se você já tem um rótulo favorito, procure entender melhor quais são as origens dele, quais uvas foram usadas na produção e como foi o processo de fabricação.

Com o tempo, vá descobrindo novas nuances do sabor e do aroma, tente identificar elementos dos quais você gosta e vá ampliando o seu gabarito de informações sobre cada taça degustada.

3. Aprenda a ler rótulos e identificar origens

vinho para iniciante

É sempre importante ler os rótulos para se certificar do vinho que está comprando.

Na hora de comprar seu vinho, é fundamental saber interpretar cada informação apresentada no rótulo da garrafa. Assim, você garante que fez a escolha certa e não corre o risco de levar para casa o vinho errado.

Conheça os principais detalhes:

  • Nome: costuma ser a informação mais destacada.
  • Produtor: trata-se da vinícola fabricante da bebida.
  • Uva: quando feito com uma só uva, chama-se varietal.
  • Origem: quando presente, indica a qualidade do vinho.
  • Safra: indica o ano em que as uvas foram colhidas.
  • Maturação: indica o tratamento da uva durante a colheita.

De acordo com a maturação, o vinho pode ser reserva, reservado ou gran reserva.

4. Mantenha um pequeno kit de degustação

Quando sentir vontade de beber um bom vinho, o ideal é que você possa degustá-lo com facilidade. Seja um saca-rolhas ou um dispositivo mais avançado, o importante é abrir a garrafa sem qualquer dificuldade.

Além de um abridor eficiente e de boas taças, você também pode montar um kit de acessórios que não são obrigatórios, mas melhoram sua degustação, como:

  • Cortador de lacre: serve para remover o lacre da garrafa sem danificá-lo ou removê-lo por completo.
  • Corta-gotas: trata-se de um anel almofadado por dentro que evita que a bebida escorra após aberta.
  • Tampa aeradora: facilita servir o vinho e ajuda a oxigenar a bebida no momento da degustação.

5. Descubra como degustar um bom vinho para iniciantes

Há um passo a passo simples de degustação de vinho para iniciantes. Comece avaliando a rolha para se certificar de que ela está intacta. Caso esteja encharcada ou com mau cheiro, é sinal de que o vinho pode estar estragado.

Se estiver tudo bem, sirva a bebida até a metade da taça. Isso vai permitir que você faça movimentos circulares para que o vinho oxigene e você possa sentir o aroma.

Aproveite para fazer um exame visual e ir identificando as tonalidades.

Ao beber, lembre-se do processo de mastigação: quando mais devagar melhor.

Deixe o vinho passear por sua boca e papilas gustativas antes de ingeri-lo e procure criar um memória de sabores para ir aperfeiçoando nas próximas experiências.

Por isso, é importante tomar com calma, com consciência do que está acontecendo para que o aprendizado seja mais completo.

6. Mantenha seu vinho bem armazenado

Evite manter suas garrafas de vinho em cima da geladeira, já que o calor e a vibração do motor podem estragar a bebida. Se você abrir e guardar na geladeira, procure consumi-lo logo. Outro grande erro também é expor o vinho à luz solar, pois não deve ser aquecido.

Se você tiver espaço, adquira um rack em madeira ou até mesmo uma pequena adega para armazenar as garrafas e conservá-las em uma boa temperatura. Senão, faça o possível para manter o vinho no local mais escuro da sua casa.

7. Tenha parceiros e locais de degustação

vinho para iniciante
Aprender a tomar vinho com os amigos torna a experiência ainda melhor.

E se, assim como um clube de livro ou de cinema, você criasse um clube de degustação de vinho para iniciantes?

Não necessariamente precisa se tornar um compromisso, mas se você reunir alguns amigos dispostos a entrar nesse universo, por que não? É uma maneira interessante de começar e já trocar informações, dicas e sensações sobre a bebida.

Vocês podem se revezar na hora da hospedagem, criando um rodízio para que cada um fique responsável por receber os demais em casa e apresentar um rótulo. Para tornar a experiência mais gostosa, procurem criar harmonizações de vinho com comida.

Outra maneira de reunir a galera para beber um bom vinho e dar boas risadas e frequentar ambientes propícios para a degustação. Em São Paulo e em Curitiba, você tem à disposição o Vino, um bar especializado na bebida e que oferece um ambiente aconchegante e sem pompa.

E aí, curtiu o artigo? Compartilhe com seus amigos!


Leave a Comment